Notícias da diocese › 28/05/2021

Diocese de Osório incentiva ações de solidariedade alusivas à Solenidade de Corpus Christi

Cantores e cantoras de todo o Rio Grande do Sul uniram suas vozes a Zé Vicente para lembrar o desejo maior do Mutirão pela Vida de quem tem Fome: Pão em todas as Mesas! A canção foi regravada para motivar esta Semana de Ativismo contra a Fome, que vivemos de 25 de maio a 03 de junho, na celebração de Corpus Christi.

 

 

A iniciativa é um pedido dos bispos do Regional do Rio Grande do Sul (CNBB Sul III), por ocasião da celebração do Corpo de Cristo, convidando todas as comunidades e paróquias para um Mutirão contra a Fome, sintonizando desde já com as iniciativas em preparação da 6ª Semana Social Brasileira, com as campanhas da CNBB: “É tempo de Cuidar” e “O Pacto pela Vida e pelo Brasil”, visando respostas concretas pelas situações que clamam por solidariedade neste tempo de pandemia.

De acordo com o bispo da Diocese de Osório, dom Jaime Pedro Kohl, “o que mais choca é saber que tem irmãos que passam fome. Então, atendendo ao apelo dos bispos do Regional Sul III – ‘Vamos juntos cuidar para que todos tenham vida’ e ‘Dai pão a quem tem fome e fome de justiça a quem tem pão’, recorda dom Jaime.

O Conselho de Presbíteros da Diocese de Osório sugere, a partir de sua realidade própria de cada paróquia, identificar a melhor proposta para atender aos que mais precisam de solidariedade.

O Conselho de Presbíteros destaca três sugestões:

>> Cada paróquia realize sua ação solidária voltada para as famílias mais necessitadas. No município onde há duas paróquias é sugerido uma ação conjunta.

>> Constatou-se três situações de maior vulnerabilidade no território diocesano: indígenas, privados de liberdade e a Fazenda de dependentes químicos.

>> Realizar ao menos uma hora de adoração ao Santíssimo Sacramento, no mesmo horário – das 15 às 16 horas – de preferência.

O bispo dom Jaime sugere “ainda que seja incentivado unir o gesto concreto de solidariedade com a celebração Eucarística ou com um momento de Adoração, lembrando que o Cristo que comemos ou adoramos na Santíssima Eucaristia é o mesmo que está presente no irmão que passa fome ou frio ou qualquer outra necessidade.”.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.