Artigos › 23/03/2020

Rezemos com o Papa Francisco na solenidade da Anunciação do Senhor

Na próxima quarta-feira, 25 de março, a Igreja celebra a solenidade da Anunciação do Senhor – A festa celebra o momento em que o anjo Gabriel, no pequeno vilarejo de Nazaré, anuncia a Maria sua maternidade, segundo a narração do Evangelho de Lucas (Lc 1, 26-38) e tem origem nos primeiros séculos do cristianismo e se caracteriza por um elemento dogmático fundamental: a concepção virginal de Maria.

 

 

Por essa ocasião e diante da pandemia de coronavírus que o mundo está vivendo, o Papa Francisco convida o povo de Deus a invocar o Altíssimo, Deus Todo-Poderoso, recitando simultaneamente a oração que Jesus Nosso Senhor nos ensinou: o Pai-Nosso, nesta quarta, às 8h da manhã horário de Brasília e meio dia horário de Roma.

Foto: Vatican News

“Convido todos a recitar o Pai-Nosso ao meio-dia da próxima quarta-feira, 25 de março. No dia em quem muitos cristãos recordam o anúncio da Encarnação do Verbo à Virgem Maria, que o Senhor possa ouvir a oração unânime de todos os seus discípulos que se preparam para celebrar a vitória de Cristo Ressuscitado”, disse o papa

O convite foi feito aos bispos, aos líderes de todas as Comunidades cristãs e a todos os cristãos das várias confissões, depois da oração do Angelus, neste domingo, 22 de março, recitada na Biblioteca do Palácio Apostólico. A data para a festa da Anunciação do Senhor, foi fixada em 25 de março, nove meses antes do Natal.

Outro momento de oração com possibilidade de receber a Indulgência plenária

Ainda para rezar por essa mesma intenção, Francisco vai presidir, na próxima sexta-feira, 27 de março, às 14h no horário de Brasília (18h no horário de Roma), um momento de oração no patamar da Basílica de São Pedro, que será transmitido pelos meios de comunicação.

“Ouviremos a Palavra de Deus, elevaremos a nossa súplica, adoraremos o Santíssimo Sacramento, com o qual ao término darei a Bênção Urbi et Orbi (à cidade de Roma e ao mundo), à qual será acompanhada a possibilidade de receber a Indulgência plenária”, disse o papa que faz um chamado para que todos permaneçam unidos e rezem por todos os profissionais que estão atuando no combate ao coronavírus.

“Queremos responder à pandemia do vírus com a universalidade da oração, da compaixão, da ternura. Permaneçamos unidos. Façamos com que as pessoas mais sozinhas e em maiores provações sintam a nossa proximidade”, destacou.

 

Fonte: CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.