Notícias da diocese › 24/07/2018

Retiro reúne o clero da Diocese de Osório em Cidreira em torno do tema da santidade 

O clero da Diocese de Osório, presbíteros diocesanos e diáconos, juntamente com o bispo, dom Jaime Pedro Kohl, está reunido em Cidreira, na Casa Tiberíades, local de retiros e veraneio da arquidiocese de Porto Alegre, desde a última segunda-feira, 23, e seguirá até a próxima quinta-feira, 26 de julho. 

O clero da Diocese, composto por 29 presbíteros (padres) (entre diocesanos e religiosos), 03 Freis Capuchinhos, 07 diáconos e o bispo, possui uma rotina de reuniões, estudos e retiros ao longo do ano. Os presbíteros religiosos e os Freis Capuchinhos participam dos retiros realizados em suas congregações religiosas. Já os padres diocesanos participam de retiros promovidos pela Pastoral Presbiteral da Diocese.

Nesta semana, com a assessoria do bispo da Diocese de Cruz Alta, dom Adelar Baruffi, o clero diocesano está aprofundando e cultivando a sua espiritualidade a partir do tema “Chamados à santidade no caminho de configuração à Cristo, Servo e Pastor.”. 

Segundo o bispo de Osório, dom Jaime Pedro Kohl, “a importância do retiro para o clero é porque significa um momento de muita e profunda oração. Aquele estar a sós com o Senhor num lugar afastado ressignificando, cada vez mais, a nossa vocação e missão.”. 

Dom Jaime Pedro afirma que como pastor da Igreja Particular no Litoral Norte, sente-se confiante e feliz pela presença de quase todos os padres e diáconos, não contando apenas com a presença dos padres Marlon Ramos e Jair Peres que estão no exterior por motivo de estudos. “O Retiro começou muito bem e estou confiante que vai produzir bons frutos. Está acontecendo em um clima de profundo recolhimento e muito bem encaminhado pelo orientador Dom Adelar”, afirma dom Jaime Pedro. 

O bispo aproveita a oportunidade desta matéria para ressaltar o pedido de oração pelo clero, ao mesmo tempo agradece a todos que estão rezando por eles nesses dias de retiro, afirmando que também estão constantemente lembrando as nossas comunidades e as pessoas que a elas pertencem. 

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.