Notícias da diocese › 13/03/2019

Movimento de Cursilhos de Cristandade participa da Assembleia Regional

O Grupo Executivo Diocesano (GED) do Movimento de Cursilhos de Cristandade (MCC) participou da XXXVII Assembleia Regional GER Sul/3 RS1, na cidade de Frederico Westphalen, nos dias 08, 09 e 10 de março. Com a finalidade de revisar os compromissos assumidos na assembleia anterior em 2018, estudo e eleição dos novos coordenadores do Grupo Executivo Regional (GER).

A assembleia foi oficialmente aberta pelo vice coordenador do GER Sul/3 RS1, Vicente Zapello, onde apresentou o pároco da Catedral, Pe. Leonir Fainello, e o Bispo Diocesano de Frederico Westphalen, Dom Antônio Carlos Rossi Keller, ambos se pronunciaram com referência a importância do MCC.

O GED da Diocese de Osório, através do seu secretário, Fabiano Silveira de Oliveira, fez uma apresentação sobre os compromissos assumidos em 2018 e referente ao estudo que cada setor da Diocese realizou sobre o Ano do Laicato: “O MCC em Estado Permanente de missão”.

A assembleia de 2019 teve como lema: “Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36) e como tema: “MCC: Caminho de Santificação”, que por meio do método próprio do Movimento “Ver, Discernir e Agir”, os participantes puderam estudar e entender a necessidade de se criar uma cultura de misericórdia e de santificação em seus ambientes de atuação.

 

Compromissos assumidos para 2019

Na assembleia foram assumidos alguns compromissos para 2019, tais como:

  1. tornar o caminho de santificação uma forma permanente de vida;
  2. criar e difundir uma nova cultura de santidade;
  3. levar o MCC às comunidades, ambientes e setores onde ele ainda não existe.

 

O Grupo Executivo Nacional do MCC (GEN) esteve representado pelo Pe Francisco Bianchin, e este informou que o MCC é o único movimento da Igreja Católica, no Brasil, que faz assembleias anuais em todas as suas instâncias: nacional, regional e diocesana.

De acordo com Pe. Francisco, todo o movimento, através de seu carisma, se compromete a pôr em prática o tema estudado em suas assembleias, tornando-se um movimento com uma nova cultura e uma nova mentalidade de Igreja em saída. “Não podemos esquecer dos afastados. Não tenhamos medo do amor, não tenhamos medo dos desafios e tenhamos sempre ousadia”, explica Pe. Francisco.

O coordenador diocesano do GED, Luisinho Santos da Rosa, diz que as assembleias são fontes de informações, onde busca-se conhecimento e tira-se dúvidas. “Ao retornarmos para a nossa Diocese vamos fazer uma convocação aos membros do GED para definir como vamos colocar todo o conhecimento adquirido em prática em nossos setores. Criaremos uma cultura de misericórdia e santificação, implantando as Escolas Vivenciais em todos os setores e fortaleceremos as Ultreias. Proporcionaremos materiais e pessoal para auxiliar as coordenações dos setores”, afirmou o coordenador Luisinho.

O Assessor Eclesiástico do MCC na Diocese de Osório, Pe. Jair Perez de Pinho, afirma que quando vamos ao encontro dos irmãos nos realizamos em nossa  vocação. Cada um é chamado a responsabilidade com Ele mas que também Ele caminha conosco. “Na minha participação como sacerdote, o que me alegrou o coração foi a convivência com a família MCC. Saber que precisamos criar bons hábitos que se adquire pelo exercício da repetição. Também os vícios se adquirem pela repetição dos erros e alcançamos a virtude pelo exercício das atitudes de bem. A misericórdia e a ternura são uma cultura para santificação”, declara Pe. Jair.

 

Colaboração: MCC Diocese de Osório e Pascom da Paróquia São Domingos – Torres

 

 

 

Tags:

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.