Notícias da diocese › 26/09/2020

Missa dos Santos Óleos é realizada com restrições de público em Terra de Areia

Na terça-feira, 22 de setembro, às 19h, foi celebrada na igreja São Pedro em Terra de Areia a Missa dos Santos Óleos, também conhecida como Missa Crismal. A data também é lembrada como a Celebração da Unidade, pelo fato de o clero renovar as Promessas Sacerdotais proferidas no dia da sua ordenação.

A Santa Missa foi presidida pelo bispo da Diocese de Osório, dom Jaime Pedro Kohl, com a participação de presbíteros e diáconos da maioria das paróquias do Litoral Norte e seminaristas da Diocese, do Seminário Maior Rainha dos Apóstolos, acompanhados de um grupo restrito de fiéis diante das restrições causada pela pandemia do novo coronavírus. No início da Celebração o pároco da Paróquia São Pedro, Pe. Ceverino Craco, acolheu a todo o clero e os fieis presentes e a todos que acompanhavam a celebração por meio das redes sociais da Diocese (Youtube e Facebook).

Em sua homilia, dom Jaime falou da importância dos sacerdotes para a comunidade fazendo referência ao papa Francisco. “O sacerdote deve ser um apaixonado pela Igreja, ou seja, dedica-se completamente à comunidade e faz da comunidade a sua família”, afirmou o bispo.

E dom Jaime reforçou as palavras do papa Francisco na importância de procurar sempre reavivar o dom de Deus, dizendo: “Quando o ministério do sacerdote não se alimenta da oração, da escuta da Palavra de Deus e da celebração cotidiana da Eucaristia, bem como da frequência do sacramento da penitencia acaba inevitavelmente por perder de vista o sentido autentico do  próprio serviço e a alegria que deriva da profunda comunhão com Jesus”, disse o Bispo.

Durante a Missa, após a homilia, os padres fizeram a renovação das Promessas Sacerdotais diante do Bispo. Em outro momento, dentro da Santa Missa, aconteceu a bênção dos santos óleos.

 

Foram abençoados os seguintes óleos:

– Óleo dos Catecúmenos – Catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo, sejam adultos ou crianças, antes do rito da água. Pela unção com esse óleo a força de Cristo penetra no catecúmeno para libertá-lo do mal, preparando-o para o nascimento pela água e pelo Espírito e para o combate contínuo.

– Óleo dos Enfermos – É usado no sacramento da Unção dos Enfermos. Pela unção com esse óleo e pela misericórdia de Deus, o doente é auxiliado pelo Espírito Santo, salvo dos seus pecados e aliviado em seus sofrimentos.

 

Além da bênção dada aos dois óleos acima, na celebração se consagra o Crisma.

O Crisma – Não é óleo puro, mas uma mistura de óleo e perfumes, pela qual os fiéis recebem a unção do Espírito Santo, para se assemelharem a Jesus Cristo, isto é, a “Jesus, o Ungido”. O Crisma é usado no sacramento do Batismo, para a unção pós-batismal.

Está presente também na ação central do sacramento da Confirmação, às vezes chamado da Crisma, quando o cristão recebe pela unção o Espírito Santo para viver como discípulo missionário de Jesus Cristo.

O Crisma é usado ainda no sacramento da Ordem, para ungir os presbíteros e Bispos, servidores da Igreja na tríplice tarefa de anunciar da Palavra de Deus, conduzir o povo e santificar as pessoas.


 

A Missa foi animada pelos padres Gilberto Fraga e Carlos Alberto da Rosa e teve cobertura fotográfica e transmissão por meio dos agentes da Pastoral da Comunicação da Diocese.

 

>> Confira o álbum com o registro fotográfico da Sônia Ósio, agente da Pastoral da Comunicação, em: https://bit.ly/2Hpx8Az

 

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.