A Voz do Bispo › 03/04/2020

Um novo olhar

Quem veio acompanhando nossas reflexões nas últimas semanas ou fez a experiência dos encontros dos grupos de famílias ou os textos litúrgicos nas celebrações, chega para a Semana Santa que se abre com a celebração de Ramos, com um novo olhar: um olhar iluminado pelo olhar de Jesus, o bom samaritano por excelência: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”.

Esse novo olhar deve trazer a marca do amor e da esperança cristã. O texto base em sua conclusão traz alguns conceitos das catequeses do papa Francisco sobre a necessidade de “Educar para a Esperança”. Mais do que nunca, nesses dias em que nos vimos forçados a permanecermos em casa para evitar o pior para nós mesmos e para os outros, precisamos encontrar motivos para viver na esperança e semeá-la nos nossos ambientes.

Escreve o papa: “Sem jamais perder a alegria do Evangelho, os cristãos são convidados a cultivar, na oração, na fraternidade e no serviço, um olhar de esperança, que irradie para todos a luz da vitória da Ressurreição de Cristo. Com Ele, a Igreja tem a certeza de que o amor terá a última palavra e vencerá todo tipo de mal”. Também o Coronavírus.

Esse outro número parece escrito para iluminar esses nossos dias: “Onde quer que você esteja, construa! Se você está caído na terra, levante-se! Não permaneça nunca caído, levante-se, deixe-se ajudar para ficar de pé. Se está sentado, coloque-se a caminho! Se o tédio o paralisa, realize obras de bem! Se se sente vazio e desmoralizado, peça que o Espírito Santo possa novamente encher o teu nada”.

Depois nos encoraja a sonhar: “Jesus nos entregou uma luz que brilha nas trevas: defende-a, proteja-a. Aquela única luz é a maior riqueza confiada à sua vida. E, sobretudo, sonhe! Não tenha medo de sonhar. Sonhe! Sonhe um mundo que ainda não se vê, mas que por certo chegará. A esperança nos leva a acreditar na existência de uma criação que se estende até o fim, até seu cumprimento definitivo, quando Deus será tudo em todos”.

E nos exorta a superar o medo, a encarar os desafios do mundo com coragem, com esperança: “Seja responsável por este mundo e pela vida de cada homem. Pense que cada injustiça contra um pobre é uma ferida aberta e diminui a sua própria dignidade. E cada dia peça a Deus o dom da coragem. Lembre-se de que Jesus venceu por nós o medo. Ele venceu o medo!”

Não tenhamos medo de olhar para esse momento histórico com esse novo olhar, certos de que encontraremos respostas novas para as velhas e novas perguntas que somos chamados a responder.

 

Para refletir:

O que esta caminhada quaresmal trouxe de novo para mim? O que despertou em mim o lema da CF 2020: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”? Cresceu dentro de mim a docilidade à Palavra de Deus? Dei algum passo na superação do mal do século que é a indiferença? Qual vai ser minha participação na coleta da Campanha da Fraternidade como gesto concreto de solidariedade?

 

Textos bíblicos: Is 50,4-7; Fl 2, 6-11; Mt 26,14-27,66; Sl 21(22).

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.