A Voz do Bispo › 25/01/2019

O Espírito do Senhor está sobre mim

Depois de se fazer batizar por João, Jesus voltou para a Galiléia com a força do Espírito. Ele ensinava nas sinagogas e todos o elogiavam pela sua sabedoria.

Segundo Lucas, conforme o costume, voltando a Nazaré, onde tinha sido criado, Jesus entrou na sinagoga, deram-lhe o livro do profeta Isaias e Ele achou a passagem em que estava escrito: ‘O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me consagrou com a unção para anunciar a boa nova aos pobres, enviou-me para proclamar a libertação aos cativos… e um ano da graça do Senhor’ (Lc 4,16ss).

Conforme a tradição, isso acontece aos 30 anos, quando Jesus começa sua vida pública. Certamente a vida silenciosa de Jesus em Nazaré, na convivência com José e Maria e as tradições de seu povo, foi descobrindo aos poucos a sua realidade de Filho Unigênito enviado pelo Pai com a missão de arrumar a casa da humanidade e restabelecer paz.

Certamente a voz ouvida por ocasião do batismo no Jordão: “Tu és meu filho amado, em quem ponho meu bem-querer” foi determinante para começar a agir e anunciar a boa nova do Reino. E começa por Nazaré, onde se criou. Ficou claro para Ele que a profecia de Isaias “O Espírito do Senhor está sobre mim…” devia ser assumida, por isso não receia declarar: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”. E de fato, a partir desse momento vai a todos os povoados da Galileia falando do Reino, realizando milagres e prodígios que atestam sua identidade e missão.

 

Isso tudo o que diz para nós, hoje?

Antes de mais nada, admirar e louvar a Deus pelo caminho de discernimento feito por Jesus e perceber que o fez por nós e para nossa salvação. A Ele devemos nossa eterna gratidão e disposição a seguir seus passos, certos que esse caminho nos leva ao Pai e aos irmãos, à verdadeira libertação.

Reconhecer, não só que também nós somos filhos e filhas muito amados por Deus Trindade, mas igualmente pelo Batismo e Crisma fomos ungidos pelo Espirito do Senhor que está sobre cada um de nós, pois chegou o tempo da Graça inaugurado por Jesus que se estende pelos séculos afora.

O amor do Senhor foi derramado em nossos corações e é preciso deixar que ele reine produzindo frutos de justiça e paz, de libertação e santificação e, assim, a Palavra se cumpra na história. Cada vez que damos o nosso ‘Sim’ a experiência da unção se renova e se atualiza.

 

Para refletir:

1. Sinto-me ungido e consagrado pelo Espirito Santo de Deus?

2. Parei alguma vez para pensar e acolher esse dom colocado no meu coração pelo Batismo e Crisma?

3. Para mim o momento em que vivenciei isso de forma mais sensível foi na profissão religiosa e as três ordenações. E para você que é casado, não poderia ser o dia teu casamento?

 

Textos bíblicos: Lc 4,14-21; Is 61,1-9; Sl 18B, 8-15.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.