A Voz do Bispo › 23/10/2020

Nossa Missão é AMAR

Muitas coisas podem ser ditas sobre o tema da Missão, muitos conceitos, muitas reflexões e todas significativas e importantes. Viemos ouvindo que tudo é missão. Que Jesus é o missionário do Pai. Que a Igreja é por natureza missionária, ou seja, que é sua essência porque nasceu enviada. Que a missão é de Deus e nós somos seus cooperadores. Que o Espírito Santo é o grande protagonista da missão. Que a missão Ad Gentes não é um opcional, mas parte constitutiva da vida da Igreja.

A Palavra de Deus sempre é aquela que nos dá o norte da nossa vocação e missão cristã. O Evangelho deste domingo, Jesus questionado sobre a essência da vida do crente sintetiza tudo num único mandamento: amar a Deus e amar os irmãos. Isso significa que a essência da vida cristã é AMAR, que nossa missão é AMAR, que todos somos missionários, que todos existimos para amar.

Não podemos concluir o mês missionário sem lembrar e refletir um pouco sobre um elemento central do Objetivo Geral que a CNBB propõe para os próximos anos: “As Comunidades Eclesiais Missionárias”. Vejam como está tão bem descrito: “Evangelizar no Brasil cada vez mais urbano, pelo anuncio da Palavra de Deus, formando discípulos e discípulas de Jesus Cristo, em comunidades eclesiais missionárias, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, cuidando da Casa Comum e testemunhando o Reino de Deus rumo a plenitude”.

Percebem como é um jeito de pensar e fazer a evangelização acontecer. E “comunidades eclesiais missionárias” somente existem e são efetivas se forem animadas e carregadas do AMOR de Deus, que se manifesta no amor concreto aos irmãos e irmãs que encontramos no caminho.

Esse espírito missionário, feito de amor aberto e universal, o sentimos e respiramos, também, na última encíclica do papa Francisco “Fratelli Tutti”. Todos convocados a construirmos juntos a civilização do amor.

Presente também na mensagem do mês missionário: “Deus sempre nos ama primeiro e com esse amor chega até nós e nos chama… A vida humana surge do amor de Deus, cresce no amor e tende para o amor. Ninguém é excluído do amor de Deus… A Igreja, sacramento universal do amor de Deus pelo mundo, continua a missão de Jesus na história e nos envia para todos os lugares para que, por meio do nosso testemunho de fé e do anuncio do Evangelho, Deus continue a manifestar o seu amor e, assim, possa tocar e transformar corações, mentes, corpos, sociedades e culturas em todos os lugares e épocas”. Podemos concluir, sem medo de errar, que nossa MISSÃO É AMAR.

 

Para refletir: Sinto-me incluído nessa forma de entender a Missão? Posso dizer que eu também sou missionário? Como poderia sê-lo mais? Onde posso e devo aprofundar minha consciência missionária?

 

Textos bíblicos: Ex 22, 20-26; 1Ts 1, 5-10; Mt 22, 34-40; Sl 17 (18).

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.