A Voz do Bispo › 14/12/2018

Natal é cuidar

Já conversamos sobre dois modos para nos preparar ao Santo Natal: a acolhida e o diálogo. Nessa terceira semana o tema para reflexão e vivência é o cuidado. O texto bíblico de inspiração é Mt 1,18-25: a participação de José na vida de Maria e de Jesus.

Como no texto do tema anterior, aqui também encontramos os quatro momentos das histórias vocacionais narradas na Bíblia.

1) Chamado: José se depara com o fato que sua prometida esposa está gravida e sabe não ter participado, mas sente-se responsável por ela.

2) Questionamento: O que fazer? Acusá-la para ser apedrejada? Está convencido da sua bondade e na confusão mental decide abandoná-la em segredo.

3) Manifestação de Deus: em sonho o anjo do Senhor lhe diz: “José, não tenhas receio de receber Maria, tua esposa; o que nela foi gerado vem do Espírito Santo”.

4) A resposta de José: “quando acordou fez como o anjo do Senhor tinha mandado e acolheu sua esposa”.

A vida simples de José consistiu em acolher Maria e cuidar dela e de Jesus em tudo o que fosse necessário para a realização do plano de salvação que Deus tem para a humanidade. Um exemplo de esposo e pai cuidador, como tudo nos protagonistas desta família revela cuidado e ternura.

Cuidar da vida é sempre um desafio que tem várias dimensões. O Advento nos ensina a cuidar uns dos outros. Aprendemos isso de José que chamado por Deus a colaborar com seu plano de salvação, acolheu em sua casa Maria grávida de Jesus. Somos todos chamados a abrir nossas casas para a hospitalidade e cuidar com amor dos peregrinos que batem nossa porta.

Vivemos numa sociedade individualista e egoísta. Abrir os olhos para as necessidades dos outros e para o bem comum, requer sensibilidade e disposição para cuidar daqueles que precisam de ajuda e atenção. No tempo acelerado que vivemos é um gesto de caridade doarmos um pouco do nosso tempo para acolher as angustias e necessidades de nossos familiares, amigos, vizinhos e mesmo dos que batem nossa porta pedindo auxilio.

O Papa nos lembra que “Jesus, o evangelizador por excelência e o Evangelho em pessoa, identificou-se especialmente com os mais pequeninos (Mt 25,40). Isto recorda-nos que somos todos chamados a cuidar dos mais frágeis da Terra” (EG 209).

Que Deus nos ilumine pelo exemplo de José e com o Advento de seu Filho, cuja vinda esperamos, derramando sobre nós as suas graças, a fim de que, fortalecidos na fé, alegres na esperança e solícitos na caridade, possamos cuidar daqueles que mais precisam do nosso auxilio.

Quem ama cuida! Se alguém cuida é porque ama!

 

Para refletir:

1. Quem está clamando por cuidados, hoje?

2. Quem deveríamos acolher e cuidar melhor?

3. Como a situação e a resposta de José ilumina nossa vida pessoal e familiar?

 

Textos Bíblicos: Mt 1,18-25; Mt 25,31-43; Lc 10, 25-37.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.