A Voz do Bispo › 25/01/2020

Jesus passando pelo Litoral Norte

As leituras deste domingo, por semelhança, nos fazem pensar na realidade da nossa diocese, Litoral Norte do RS. O profeta Isaias anunciava que “na Galileia das nações, o povo que andava na escuridão viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu”.

O texto do evangelista Mateus na sua catequese a uma comunidade de origem judaica não teve nenhuma dificuldade de deduzir que essa profecia se realizou em Cristo Jesus. Ele é a luz que brilhou para a Galileia das nações.

Não é difícil, para mim, ver prefigurado nessa “Galileia das nações” a nossa região e, também, toda a humanidade necessitada de luz, necessitada de Deus. Vem espontâneo, neste tempo de veraneio, pelos milhares de veranistas presentes no nosso território, sentir-nos contemplados.

Não é todo dia que surge uma estrela no horizonte. O importante é que não percamos as ocasiões e oportunidades que Deus misteriosamente nos oferece. Ele é sempre muito criativo e tem muitas formas de chamar-nos à conversão, ao encontro com a luz que é Jesus.

No texto do evangelho encontramos o chamado dos primeiros discípulos que deixam imediatamente tudo – família, profissão, sonhos – e passam a viver com Jesus. E o interessante é que Jesus não tem nada, ‘nem sequer uma pedra onde reclinar a cabeça’. Sua riqueza é ele mesmo, a luz que se desprende de sua vida, a Boa Notícia do Reino que chegou.

Para aquele povo desesperançado de tudo, efetivamente, brilhou uma luz brilhou. A pessoa de Jesus, sua pregação, seus gestos, milagres e atitudes cativaram o povo e renasce a esperança. Hoje não é muito diferente. Ele está no meio de nós com sua luz refletida em tantos rostos e atitudes de fraternidade e amizade.

Sim, Jesus continua passando ao longo do mar do Rio Grande do Sul chamando-nos à conversão. E convidando alguns – Pedro e André, Tiago e João, Joana e Letícia – para uma entrega total de suas vidas a serviço do Senhor e dos irmãos.

Com o salmista podemos dizer: “O Senhor é minha luz e salvação; é Ele a proteção da minha vida. O que poderia eu temer!” Deixemo-nos envolver pelo espírito do salmo e provocar pelo Evangelho, que algo muito bom vai acontecer.

Deixemos a luz, que é Jesus, entrar e iluminar a nossa vida, certos que vai brotar muita coragem, esperança, força, felicidade, confiança e muito Amor para dar e receber. Quando Jesus passar, possa nos encontrar no nosso lugar e com alegria entrar para o discipulado.

 

Para refletir:

– Consigo perceber Jesus passando pela minha vida nesse tempo? Como?

– A minha vida, assim como está sendo vivida hoje, reflete um pouco da luz que é Jesus?

– Jesus quer precisar de pessoas dispostas a deixar tudo para segui-lo como ‘pescadores de homens’, como posso colaborar para que isso continue acontecendo?

 

Textos bíblicos: Is 8,23-9,3; Mt 4,12-23; Sl 26(27).

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.