A Voz do Bispo › 14/12/2017

A construção da paz começa em casa

Por dom Jaime Pedro Kohl, bispo da Diocese de Osório

A exortação de Paulo: “Alegra-vos sempre no Senhor!” ressoa para nós cristãos nesse terceiro domingo de Advento como um convite a vivermos essa feliz e piedosa expectativa de um encontro importante que deve fazer vibrar as cordas do nosso coração.

É a expectativa narrada no Pequeno Príncipe: “Se tu vens às 4 horas da tarde, desde às 3 horas já começarei a ficar feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz”.

Aproxima-se a festa da vinda do Salvador, o nascimento do Príncipe da Paz. Já começamos a sentir prazer pela proximidade dessa chegada do Deus que vem nos trazer a paz.

A paz e a alegria que pressentimos não é a da simples festa, diversão ou euforia. É algo mais profundo que ninguém pode roubar: a paz e a alegria da certeza que o Reino de Deus já está no meio de nós, a paz esperada está por acontecer e o que precisamos fazer é dispor-nos à acolhê-la.

Sim, a paz é dom de Deus, mas exige de cada criatura, acolhida e empenho, para que esse dom se multiplique. Essa paz não é simples ausência de guerra, mas também não é mera quietude. Ela começa em casa, nos pequenos gestos de cordialidade, num olhar carinhoso, num cumprimento, num sorriso, num abraço, num pedido de perdão. Um coração cheio do amor de Deus, da paz que contagia os que estão ao seu redor.

Podemos ser construtores de paz, podemos semear a paz, a condição que estejamos em paz. Ninguém dá o que não tem. Ela começa no coração, passa para os que estão em casa – a nossa família – e depois aos irmãos e irmãs dos ambientes que frequentamos, para alcançar os confins da terra.

A paz é fruto do Espírito que abita o coração dos cristãos; ela se mantém em meio as perseguições e até mesmo no martírio. A alegria e a paz, para o Apostolo Paulo, fazem parte do estado normal do cristão, não é um acessório e muito menos algo circunstancial, mas permanente, por isso: “alegrar-se, sempre no Senhor!”

“Alegrai-vos sempre no Senhor! De novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor está perto”. Esta antífona litúrgica nos leva a rezar: “O Deus de bondade, que vedes o vosso povo esperando fervoroso o Natal do Senhor, daí chegarmos às alegrias da salvação e celebrá-las sempre com intenso júbilo na solene Liturgia”.

Não deixemos passar esse tempo maravilhoso. Arregalemos nossos olhos, estendamos nossos ouvidos, abramos as portas do nosso coração e nossa casa, deixemos a paz e a luz do céu entrar. Tudo vai ficar mais bonito.

Neste final de semana acontece a coleta da Campanha da Evangelização. Na nossa Diocese, este ano, por ocasião da Romaria da Terra do RS, decidimos destiná-la para esse fim. Contamos com vossa ajuda. Doar com alegria e um jeito para construir a paz.

 

Para refletir:

1. Concordas que a construção da paz começa em casa? Por que?

2. Como estabelecer laços de paz duradouros em nossas famílias?

 

Sugestão de leitura:

Sl 84/85 ou Mt 7, 24-29

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.