Notícias da diocese › 06/08/2020

Irmã  Marta  Mogarde, aos 99 anos, uma vida doada à Igreja e aos irmãos

Irmã Marta Mogarde, com seus 99 anos completados no dia 29 de julho, dispondo de boa saúde, celebrou junto às suas co-irmãs da comunidade religiosa que integra, Imaculada Conceição, em Osório. Uma celebração eucarística restrita em ação de graças foi presidida pelo bispo da Diocese de Osório, dom Jaime Pedro Kohl. Após a celebração, uma confraternização foi preparada com carinho pelas religiosas que convivem e se inspiram no exemplo e na presença amiga de Ir. Marta.

Ir. Marta vive de maneira simples, fraterna, dedicando-se, especialmente à vida de oração, sem esquecer os pobres e doentes. Sua trajetória de vida inicia em São Borja/RS, onde nasceu em 29 de julho de 1921. Viveu sua infância e adolescência junto aos seus familiares. Ainda jovem manifestou o desejo de consagrar a sua vida a Deus. Para concretizar esse desejo mudou-se para Porto Alegre.

Em 1943 ingressou na Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora Aparecida, Congregação de fundação gaúcha, onde realizou a primeira etapa formativa (aspirantado). Em 1945 deu mais um passo na sua formação (noviciado). E, em 1946, Ir. Marta emitiu os primeiros votos religiosos (juniorado). A partir desse momento começou agregar algumas atividades pastorais.

Em 14 de junho de 1951 consagrou-se a Deus e à Igreja definitivamente, professando os votos solenes. Nesse mesmo ano, a convite do então arcebispo metropolitano de Porto Alegre, dom Vicente Scherer, a Congregação enviou Ir. Marta para Osório, acompanhada com mais duas Irmãs, as quais formaram a comunidade religiosa nas dependências do hospital da cidade, São Vicente de Paulo, onde desempenharam a função de administração da entidade hospitalar. Função que desempenhou por meio da sua formação superior em Administração Hospitalar pela Faculdade São Camilo de São Paulo/SP e em Auxiliar de Enfermagem cursada na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.

Segundo Ir. Theresinha de Risson, a qual reside com a Ir. Marta, “ela foi uma das pioneiras dessa missão em Osório, além dos trabalhos dedicados a serviços assistenciais, litúrgicos e catequese e ressalta dessa convivência muita admiração.

“Uma das características marcantes da Ir. Marta é certamente a sua sensibilidade, zelo e a atenção voltada, especialmente aos mais necessitados. Uma vida dedicada ao serviço do Reino”, conta Ir. Theresinha.

Ir. Marta contribuiu com a área da saúde não somente em Osório, também outras cidades do Rio Grande do Sul e Sul de Santa Catarina contaram com a sua experiência e missão, como o Hospital  São José em Palmares do Sul, Hospital Sant’Ana em Bom Retiro do Sul e Hospital Nossa Senhora  de Fátima na cidade catarinense de Praia Grande.

Em 2010 retornou à cidade de Osório e passou a atuar na Pastoral da Saúde e cuidados com as alfaias da Capela do Hospital São Vicente de Paulo e liturgia, compromissos assumidos com alegria por ter retornado à entidade.

Ir. Marta, que em 1971 celebrou o seu Jubileu de Prata e, em 1996, o de Ouro, ao completar 99 anos com vigor e alegria de bem viver, já pode iniciar as comemorações pelos 100 anos em julho de 2021, com o Jubileu de Jequitibá.

 

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.