Notícias da diocese › 29/08/2017

Impressões da Visita Pastoral na Paroquia São José de Três Cachoeiras

A Paróquia São José de Três Cachoeiras recebeu a Visita Pastoral do bispo da diocese de Osório, dom Jaime Pedro Kohl, entre os dias dias 23 e 27 de agosto. A Paróquia tem por pároco o Pe. Marcelino Willrich e diácono permanente, Davi Evaldt Hainzenreder. Confira abaixo os principais destaques e impressões de dom Jaime Pedro sobre a Visita:

Foi uma semana bem intensa de atividades e encontros. Encontrar pessoas é sempre enriquecedor tanto para quem faz como para quem recebe a visita.

Abrimos a visita na quarta-feira, 23, com a Celebração Eucarística na comunidade dos Mesquitas, seguida de uma confraternização com a mesma.

O dia seguinte, quinta-feira, 25, foi muito intenso. Visita na APAE, onde nos mostraram suas dependências, o que fazem e um pouco como vivem. Foi bom estar com esses prediletos do Pai. Seguimos visitando doentes e pessoas idosas e, à tarde, encontro com o grupo do Lar dos Idosos, não menos preditos e amados. Seguimos indo a outros doentes nas casas e, pela tardinha, Santa Missa com Crismas na Chapada dos Mesquitas.

No dia 25, sexta-feira pela manhã, visita à Prefeitura, onde nos atendeu o Prefeito com todo o seu secretariado. Tivemos uma longa conversa sobre a situação da gestão pública municipal, suas dificuldades, projetos e desafios. Foi um diálogo bem produtivo e oportuno. À tarde, a tenho passado na secretaria paroquial no atendimento às pessoas que desejam conversar ou confessar comigo. Pela noite, Missa com Crismas na comunidade do Chimarrão.

No sábado pela manhã, 26, aconteceu o encontro com os Conselhos e lideranças dos grupos e comunidades, onde conversamos sobre os vários pontos do plano de pastoral da Paróquia. Pela tarde, às 16h, Missa com Crisma no Rio do Terra e, às 19h, Missa com Crismas para 72 adolescentes e jovens na igreja São José – Centro.

No domingo, 27, pela manhã, Missa com Crismas em Morro Azul e também na comunidade do Lajeadinho. E assim concluímos com almoço em uma entre as tantas famílias acolhedoras.

Minhas impressões desta Paróquia são muito boas. Vi o padre Marcelino contente e muito à vontade com o povo das comunidades e entrosado com as lideranças. Reina um clima bom, de muita fraternidade e respeito. Um povo católico e que valoriza a sua igreja. Marca presença nas celebrações e eventos das comunidades.

A Paróquia tem um planejamento pastoral muito bom e já se percebe o esforço em realizá-lo, o que faz esperar em muitos e bons frutos. Uma Paróquia que costuma marcar presença nas instâncias diocesanas.

No setor da catequese já está em funcionamento a Escola Bíblico-Catequética, trabalhando a catequese de Eucaristia e Crisma, a partir da Leitura Orante da Bíblia, e ensaiando o novo formato de catequese em preparação ao Batismo.

Liturgicamente, nota-se uma boa preparação dos ministros e leitores em todas as comunidades e um bom cuidado com os livros, vestes e vasos sagrados. Há esforço de preparar as celebrações pelos encarregados.

Quanto as pastorais sociais destaco a iniciativa do mutirão de superação da miséria e da fome, o empenho da pastoral da criança, a participação nos Conselhos Paritários do Município. O apoio aos doentes e idosos é significativo e exorto a oficializar a Pastoral da Pessoa Idosa, pois tem condições para tanto.

No campo da Missão destaco a importância da presença do grupo Infância e Adolescência Missionária – IAM há mais tempo atuante. Como os próprios participantes da reunião ressaltaram a necessidade de fomentar os Grupos de Famílias estudando a possibilidade de integrar com o Apostolado da Oração e Capelinhas. Sugiro que façam alguma experiência concreta nesse sentido. Penso que todos os grupos teriam a ganhar.

Muito positiva a presença de jovens junto com suas famílias nas celebrações. Os vários grupos presentes na Paróquia cogitam formação do Setor Juventude Paroquial e mostram preocupação, isso é positivo e exorto a investir com propostas de formação para eles.

A PASCOM faz um bom trabalho de divulgação das ações, eventos e celebrações. Estão conscientes que precisam trabalhar a questão pastoral mesmo: a comunicação na construção das relações dialógicas.

Sei que são muitos os casais que fizeram Cursilho, mas não os percebi a frente nos serviços e pastorais das comunidades e seus Conselhos, mas se estão ao natural sem se fazer notar, melhor. Os casais do Encontro de Pais com Cristo (EPC), presentes somente nesta Paróquia da Diocese, pedem atenção e aceitam refletir sobre futuro e perspectivas com outros movimentos.

A respeito dos Conselhos, exorto constituir o Conselho para Assuntos Econômicos Paroquial (CAE) para trabalhar junto com o padre e o diácono como acontece com o Conselho Pastoral Paroquial (CPP). Com relação ao dízimo como forma de sustentação das comunidades e Paróquia, pelas reações ouvidas faz-se necessário trabalhar o sentido pastoral que o fundamenta.

São José, que providenciou as necessidades na missão de Jesus, o filho unigênito de Deus, interceda e ilumine as comunidades dessa Paróquia no desenvolvimento das potencialidades que recebeu. Continuem somando forças e colaborando uns com os outros, que Deus vos abençoará.”

 

Fotos: Pastoral da Comunicação (Pascom) da Paróquia São José de Três Cachoeiras

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.