Notícias da diocese › 27/12/2017

Dom Jaime Pedro Kohl será bispo coordenante em Ordenação Episcopal em Farroupilha

Monsenhor Jailton de Oliveira Lino, que considera “irmã” a Diocese de Osório, conta com a presença de todo o clero diocesano do Litoral Norte gaúcho na sua Ordenação Episcopal

 

Monsenhor Jailton sempre atuou no Rio Grande do Sul desde a sua profissão religiosa e se tornará bispo de Diocese do seu estado de origem, a Bahia

A Diocese de Osório, por meio do bispo Dom Jaime Pedro Kohl, se coloca em sintonia com a Congregação Pobres Servos da Divina Providência e toda a Igreja na oportunidade da Solenidade de Ordenação Episcopal do Monsenhor Jailton de Oliveira Lino, que será ordenado bispo da Diocese de Teixeira de Freitas, na Bahia, no dia 13 de janeiro de 2018. A Celebração será realizada às 10h, no Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha/RS.

De acordo com o Mons. Jailton, a decisão pelo Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha, se deu pela forte ligação com a cidade, especialmente com o Seminário Apostólico de Nossa Senhora de Caravaggio – onde residiu por muitos anos – e, sobretudo, com o Santuário. “Eu quis que minha ordenação acontecesse aqui por essa gratidão e por essa afinidade que tenho com o Santuário e com toda a região da Serra Gaúcha”, salientou.

 

Solenidade de Ordenação

A Ordenação Episcopal se dá sempre por meio de três bispos ordenantes. Um dos três preside a Celebração e os outros dois são convidados a participar como assistentes ou coordenantes. Na Solenidade de Ordenação do Mons. Jailton, o bispo ordenante será Dom Itamar Vian, da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos e Arcebispo emérito de Feira de Santana – BA. Dom Jaime Pedro Kohl, dos Pobres Servos da Divina Providência e bispo diocesano de Osório, e Dom Alessandro Rufinoni, bispo de Caxias do Sul, serão os bispos coordenantes.

A Ordenação Episcopal contará com a presença do clero da Diocese de Teixeira de Freitas/BA, a qual terá o Mons. Jailton como seu novo bispo

“Participar da Ordenação Episcopal de um colega de Congregação é motivo de alegria e satisfação. Para a Congregação pode parecer uma perda e um empobrecimento se pensarmos humanamente, mas numa perspectiva eclesial e de fé é um reconhecimento pelo belíssimo e importante trabalho que a Congregação vem realizando, especialmente, em favor dos mais pobres e abandonados”, acredita dom Jaime Pedro.

O Bispo de Osório considera a participação na Ordenação do amigo reviver o momento inesquecível da sua própria Ordenação Episcopal, realizada em 4 de fevereiro de 2007, em Poço das Antas. “É um momento de graça e gratidão a Deus que continua chamando, formando e enviando,” afirma Dom Jaime Pedro.

Mons. Jailton, que é natural de Feira de Santana – Bahia, é colega de Congregação do bispo Dom Jaime Pedro e considera a Diocese de Osório a sua Diocese “irmã”, pelos laços fraternos com o bispo diocesano do Litoral Norte gaúcho, que também reconhece a proximidade e se alegra com a ordenação. “Somos amigos de longa data, pois trabalhamos juntos em vários momentos de nossas vidas. Embora baiano, desde a sua profissão religiosa sempre viveu no Rio Grande do Sul, trabalhando a maior parte do tempo na formação dos futuros religiosos: foi mestre dos aspirantes, postulantes, de noviços, provincial e, atualmente, ecônomo e membro do Conselho da Congregação Pobres Servos da Divina Providência no Brasil”, explica dom Jaime Pedro.

 

Lema episcopal

Mons. Jailton é formado em Teologia e Psicologia. Foi educador e conferencista. E, especialmente, na área da Psicologia que encontrou campo para a sua atuação pastoral, acompanhando o processo formativo de inúmeros jovens que se preparam para o ministério presbiteral e profissão religiosa. O lema escolhido para o seu episcopado foi a passagem de Mateus 6,25: “Não vos angustieis!”, que para Mons. Jailton o referido trecho bíblico sempre marcou muito a sua vida. “Eu aprendi desde os primeiros tempos a não me preocupar, a não me angustiar porque é Deus quem faz e ele sabe das nossas necessidades”, afirma o Monsenhor.

 

Brasão

Escudo inspirado no lema episcopal, extraído do texto de Mateus 6,23-33: “Olhai os lírios do campo e as aves do céu…”, que também faz parte do carisma da sua Congregação. O azul representa, entre outros significados, a fortaleza, glória e vitória. A âncora é o símbolo da esperança, segurança, firmeza e também da vitória. O verde, esperança e fé. Todos estes significados, unidos à cruz de Cristo, representam o conteúdo da mensagem que Jesus nos deixou quando nos diz: “não vos angustieis”, lema do episcopado do Mons. Jailton.

 

Com a Ordenação Episcopal, a Congregação passará a contar com quatro bispos Pobres Servos. Dois brasileiros e mais dois italianos, atuando em Osório/RS, Teixeira de Freitas/BA, um emérito em Quixada/CE e na Angola/África.

De acordo com Dom Jaime Pedro, a Ordenação Episcopal vai ser mais uma festa bonita para a Congregação e para a Igreja e louva a Deus por essa escolha. “Jailton vai ser um bom bispo, pois sei das suas capacidades, responsabilidade e o bom espírito que o anima,” reconhece dom Jaime Pedro.

Sua posse em Teixeira de Freitas/BA ocorrerá no dia 9 de fevereiro de 2018, às 19h, na Catedral São Pedro.

 

Congregação Pobres Servos da Divina Providência

A Congregação Pobres Servos da Divina Providência foi fundada pelo Padre João Calábria, sendo aprovada pelo bispo de Verona em 11 de fevereiro de 1932, e obtendo a aprovação Pontifícia em 25 de abril de 1949.

Em 1910, fundou o braço feminino da Congregação: as Irmãs Pobres Servas da Divina Providência, que obtiveram em 1952 o reconhecimento diocesano.

João Calábria confiou aos Pobres Servos a mesma missão que o Senhor lhe inspirou, desde quando era jovem: “Mostrar ao mundo que Deus é Pai e cuida de nós, contanto que o acolhamos e façamos a nossa parte: buscar em primeiro lugar o seu Reino?”

Faleceu no dia 4 de dezembro de 1954, em sua cidade natal. Foi beatificado pelo Papa João Paulo II no dia 17 de abril de 1988 e canonizado no dia 18 de abril de 1999, a passando a ser chamado São João Calábria.

Conheça mais sobre a Congregação acessando www.pobresservos.org.br

 

Por Melissa Maciel, jornalista

Assessoria de Comunicação da Diocese de Osório

 

 

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.