Notícias da diocese › 08/10/2017

Diocese de Osório reúne suas lideranças paroquiais em Assembleia Diocesana de Pastoral

A Paróquia São Domingos de Torres acolheu no sábado, 7 de outubro, na comunidade Sagrado Coração de Jesus, no Igra, a Assembleia Diocesana de Pastoral, a estância maior de reflexão, avaliação e planejamento das ações pastorais da diocese de Osório.

Com a presença de cerca de 200 participantes, entre clero, seminaristas e as principais lideranças das 22 paróquias da Diocese, a Assembleia iniciou por volta das 8h30min com um momento de oração conduzido pelos seminaristas Adriano Bitencourt, Fabrício Raupp e Laudemir Demarchi, a partir do texto bíblico do encontro de Jesus com a Samaritana (Jo 4, 5-43), que introduziram a Assembleia na reflexão sobre a necessidade de se conhecer a realidade que a Igreja está inserida e a exigência da evangelização se dar por meio da humildade, atitude de acolhida, criatividade e capacidade dialogal que, a exemplo do que aconteceu no encontro entre Jesus e a Samaritana, possibilitem um itinerário que facilite a caminhada rumo à conversão, sendo a Igreja em saída, sem nos apegarmos a um modelo único e uniforme.

O bispo diocesano, dom Jaime Pedro Kohl, destacou na sua fala de abertura que a Assembleia deste ano seria temática, por conta da necessidade de aprofundamento sobre uma das cinco urgências evangelizadoras assumidas pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, a Iniciação à Vida Cristã (IVC). De acordo com dom Jaime Pedro, se faz necessário refletir sobre o tema como forma de estímulo para a missionaridade e para a ação evangelizadora na Igreja Particular do Litoral Norte.

Caminhos para uma nova catequese

Ainda pela manhã, para assessorar o estudo sobre o tema Iniciação à Vida Cristã, a Assembleia contou com a presença do Pe. Jonison Mallmann, da diocese de Uruguaiana, que apresentou e levou os participantes a conhecer e refletir o documento n. 107 – “Iniciação à Vida Cristã: itinerário para formar discípulos missionários”, aprovado pela 55ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o qual expressa o caminho que a Igreja Católica no Brasil percorre para a renovação do processo de iniciação à vida cristã, bem como apresentou o processo de renovação da catequese à iniciação à vida cristã já em andamento na sua Diocese.

Após a mediação do Pe. Jonison, a Assembleia participante foi convidada a discutir por meio de grupos por proximidade “que comunidade/paróquia precisamos ser a partir da inspiração catecumenal? Quais atitudes precisamos assumir nas comunidades/paróquias para a iniciação à vida cristã”.

O documento n. 107 apresenta como características básicas de uma catequese catecumenal aquela que é “acolhedora, querigmática, familiar, de inserção na comunidade eclesial e iniciática e vivencial centrada na palavra de Deus. Pe. Jonison, citou o pesquisador e estudioso na área da catequese, dom Leomar Brustolin: “Percebe-se uma crise do processo tradicional de iniciação à vida Cristã, marcado por um verdadeiro paradoxo na pastoral: a catequese de iniciação não inicia, mas conclui um processo. Quando se chega ao auge do processo iniciatório, quando os adolescentes recebem a confirmação, ao invés de se inserirem na comunidade, desaparecem da Igreja, ignorando a instituição eclesial.”.

Ainda, de acordo com Pe. Jonison, a Igreja Católica no Brasil ao se deparar com o fato de pais e padrinhos procurarem pelos sacramentos iniciais à vida cristã, como exemplo, o Batismo, são convidados apenas a participar de um encontro de preparação de algumas poucas horas, percebe-se que esse modelo não está sendo suficiente para que as famílias se sintam pertencentes e partícipes da comunidade de fé. Para tanto, a Igreja no Brasil propõem às dioceses, paróquias e comunidades o documento 107 para à sua luz renovar a metodologia catequética da iniciação à vida cristã.

II Plano Diocesano de Pastoral em ação

Após o almoço, a Assembleia retornou novamente em grupos organizados a partir da composição de pastorais, conselhos e setores para avaliar a atuação pastoral no ano de 2017 a partir da execução do II Plano Diocesano de Pastoral com vista a dinamização da atuação em pastoral em 2018. A diocese de Osório em seu II Plano Diocesano de Pastoral para o período 2015-2020 assumiu como prioridade da Evangelização “Anunciar Jesus Cristo, crescendo na conversão pastoral e assumindo com ousadia o apelo missionário. A “Igreja em estado permanente de missão” como o eixo articulador das urgências da evangelização, que são: “Igreja: casa da Iniciação à Vida Cristã; Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral; Igreja: comunidade de comunidades e Igreja a serviço da vida plena para todos”, que se desdobram em inúmeras ações no âmbito diocesano e paroquiais.

A Assembleia Diocesana de Pastoral foi encerrada com celebração de envio, às 16h30, no mesmo local da realização da Assembleia conduzida pela referencial do Serviço de Animação Bíblico-catequética, Ir. Rejane Carvalho e pelo bispo dom Jaime Pedro Kohl.

A Assembleia Diocesana de Pastoral contou com a cobertura da emissora vinculada à diocese de Osório, cujo presidente e diretor são o bispo dom Jaime Pedro Kohl e Pe. Leonir Alves, a Rádio Maristela 106.1 FM – www.radiomaristela.com.br – com boletins ao vivo durante a programação.

 

 

 

 

Acesse abaixo o álbum de fotos:

Assembleia Diocesana de Pastoral 2017

Colaboração: Fabiano de Oliveira da Pascom da Paróquia São Domingos – Torres, Isaldo Júnior da Pascom da Paróquia Santo André Avelino – Maquiné e seminarista Éderson de Oliveira

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.