Notícias da diocese › 29/02/2020

Diocese de Osório emite nota sobre os cuidados preventivos acerca do coronavírus

Neste sábado, 29 de fevereiro, o bispo da Diocese de Osório, no Litoral Norte gaúcho, emitiu uma nota sobre os cuidados preventivos acerca do coronavírus. A Nota oficial se faz necessária diante da notícia na última sexta-feira, 28 de fevereiro, confirmando casos suspeitos de coronavírus no território de nossa Diocese, nas cidades de Cidreira e Palmares do Sul.

Confira a nota na íntegra:

 

“Osório, 29 de fevereiro de 2020.

 

Diocese de Osório emite nota

sobre os cuidados preventivos acerca do coronavírus

 

Diante da notícia na última sexta-feira, 28 de fevereiro, confirmando casos suspeitos de coronavírus no território de nossa Diocese, nas cidades de Cidreira e Palmares do Sul, motivada pelo espírito quaresmal e pela Campanha da Fraternidade que nos interpela a cuidar da vida, a Diocese de Osório une-se às autoridades públicas, visando prevenir a difusão, combater a disseminação e a contaminação pelo coronavírus (COVID-19).

Essa nota objetiva orientar todas e todos com medidas de precaução que sejam observadas em nossos espaços pastorais e litúrgicos, especialmente acerca das celebrações da Palavra e da Eucaristia.

Evite-se:

* Acolhida com aperto de mão.

* Rezar o Pai nosso de mãos dadas.

* Saudação (“abraço”) da paz, mesmo na forma de aperto de mão.

* Dar ou receber comunhão na boca. (Seja dada e recebida na mão, como concede a CNBB).

* Manter água nas pias de água benta.

 

Além destas orientações acima:

– sugere-se que se deixe os ambientes abertos e ventilados o máximo possível;

– redobrar os cuidados de higiene, buscando lavar as mãos com água e sabão;

– observem e façam ampla divulgação das medidas de prevenção dadas pelo Ministério da Saúde, evitando espalhar notícias não confirmadas (“fake news”).

 

A compreensão e a vivência dessas orientações pastorais, por tempo transitório, sejam um reflexo do espírito de unidade e de obediência na fé, sinais que devem distinguir nossa Igreja Católica.

Não sejam essas indicações motivo para diminuir a frequência e a participação nas celebrações quaresmais, mas sejam motivo a mais para intensificarmos nossa oração na busca de soluções acertadas no combate dessa doença que ameaça a saúde de todos os povos e nações.

Nossa Senhora Aparecida e Santa Dulce intercedam pelo Brasil e pelo Mundo.

 

Dom Jaime Pedro Kohl

Bispo da Diocese de Osório”

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.